Feeds:
Posts
Comentários

Archive for agosto \20\UTC 2010

procuras

E quando não existirem sentidos

procure nas palavras

(não dentro,

não)

Procure nos sonhos

sonhados por elas

Sonhe com elas

algo novo

(mesmo sabendo que isso é impossível)

encerra a sua busca

em uma nova.

(lyard)

Anúncios

Read Full Post »

Read Full Post »

Pegue um jornal.

Pegue a tesoura.

Escolha no jornal um artigo do tamanho que você deseja dar a seu poema.

Recorte o artigo.

Recorte em seguida com atenção algumas palavras que formam esse artigo e meta-as num saco.

Agite suavemente.

Tire em seguida cada pedaço um após o outro.

Copie conscienciosamente na ordem em que elas são tiradas do saco.

O poema se parecerá com você.

E ei-lo um escritor infinitamente original e de uma sensibilidade graciosa, ainda que incompreendido do público.

Read Full Post »

« Newer Posts