Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘lyard’

Novo Blog

De vagar constante

 

Anúncios

Read Full Post »

Enterro

Passava a mão delicadamente pelo velho vestido. Seus olhos estavam molhados, o passado jorrava, como a água da torneira. Ela se levantou, olhou através da janela as crianças, ainda estavam lá. O tempo estava se abrindo, o sol brilhava com alguma timidez, mas não para ela. Voltou ao canto do quarto, o aparelho de som ligou, primeiro não compreendia qual era a música, o volume começou a aumentar gradativamente e o que antes era quase um ruído tornou-se compreensível, era uma velha marchinha de carnaval, cujo nome não vinha à cabeça.

Transbordava-se em passado. Estava imóvel já fazia algum tempo. Despiu-se, olhou seu corpo refletido no espelho. Começou acariciá-lo, quando passava as mãos pelos seios percebeu entre eles um furo. Penetrou-o com seu dedo indicador, que indicava qual a profundidade do buraco. A música mudou, agora ressoava uma guitarra estridente. Uma chuva forte começou. Agora já havia colocado a mão inteira dentro de si. Ouviu um grito cortante. Ficou estática.

A sirene soou, no chão do quarto estava o corpo já morto. Enfim, mais um enterro para irmos. 

 

(lyard)

 

Read Full Post »

uma pedrinha rolou do morro

e já foi motivo para os devaneios do velho

que irritado já foi gritando:

– !!!!!!

 

não, não há motivos para repetir o que ele disse,

mas a pedrinha ainda rola todos os dias

e o velho continua irritado

(e eu bebo mais uma cerveja ,

esperando a guerra passar

ad infinitum)

 

(lyard)

Read Full Post »

Operária

temtemtem

temtem

tem,

e no bolso ela não tinha nada.

Read Full Post »

Permissão

fogo fogo fogo

fogo fogo fogo

fogo fogo fogo

foge meu coração

folga folga folga

folga folga folga

folga folga folga

força meu coração

 

(por favor, meu coração,

deixe pelo menos

essa vela ser acesa)

Read Full Post »

há um novo perigo em cada volta

por que perigo?

por que perigo?

por quê

?

é o perigo de cima

é o perigo de baixo

é

é

é

é, e eu nem acho


de todos os lugares

ecoam vozes me dizendo

que há

perigo

há perigo

há perigo

háperigo

averiguo

e descubro

que tudo tinha sido

só um mal entendido.


(lyard)

Read Full Post »

boca de comer

olhos de ver

nariz de cheirar

 

cérebro

cérebro

cérebro

sempre para pensar

cérebro

cérebro

sempre difícil de usar

 

mãos

uma e uma

boas para quase tudo

senhoras do fazer

senhoras do desfazer

 

pés

2

esquerdo

direito

o que sustentam

?

o que sustenta

?


tal como uma raiz

que sustenta

que sustenta

essa caixa

essa caixa

.

 

(lyard)

Read Full Post »

Older Posts »